HOME bemesta

Crianças com microcefalia os sintomas e os tratamento

Crianças com microcefalia Além  disso, a criança   possui uma cabeça  menor do que  o normal,  precisando   de   suporte  dos   pais   para   andar,  comer  e tomar   banho. Uma   triste  realidade.

Crianças com microcefalia

Apesar de todo  o problema, as  consequências   mantidas  da  doença não   aparecem  em todos  os  casos e, geralmente,  algumas   crianças    normalmente  se desenvolvem  e  têm uma  inteligência diferenciada, pois  isso depende do grau que   Crianças com microcefaliaestá   sua microcefalia.

Dessa  form a, todas as crianças  que  estão sendo  diagnosticadas ainda   na  placenta,   são  as  que  possuem   mais   limitações. Já  as crianças   que   são   diagnosticadas  com microcefalia   depois   do  parto, tem  a possibilidade   maior  de  se  desenvolverem  melhor.

Infelizmente, a  doença  da  microcefalia  não  tem  cura  e  o   tratamento inclui    sessões   de   fisioterapia,   fonoaudiologia   e   terapia   ocupacional   pelo  menos  duas   vezes   por   semana. O   tratamento estimula    a  criança,   o   retardo   mental   é   diminuído   e   também   diminui   o   atraso   do   crescimento  da  criança.

Como Tratar de Crianças com microcefalia

Para  tratar   a  microcefalia  primeiro,  a  criança   deve ser  orientada  pelo  pediatra  e  em  seguida   neurologista.  É necessária    também  a  intervenção dos   enfermeiros,  terapeutas   e   fisioterapeutas   para  ajudar   a   criança  a   desenvolver com o  mínimo  de  limitações,  e também, para   aumentar   as   expetativas  de qualidade  da  vida  de seu filho,   pode  fazer  também:

1. Estimular A Fala

Para  o  melhoramento da  capacidade   para  a criança  falar  melhor, deve-se,  primeiramente, ter  acompanhamento   de    um  fono  pelo  menos  três  vezes  pela   semana. É recomendável  também os  pais  cantarem   músicas   calmas   e que   seus   filhos   gostem, e  cantar  olhando diretamente  nos   olhos   todos   os   dias,  por   mais   que   a   criança  não  responda.

Deve realizar  gestos  também  para  a  criança  entender  o  que  você  está  querendo  se  comunicar  com  ela.

2. Fazer Fisioterapia

A  fisioterapia  é excelente  para  melhorar  o  desenvolvimento   motor  da   criança, aumenta   constantemente  o   equilíbrio   e relaxa   a   mente   da  criança.  É  recomendável pelos    profissionais  que a criança   faça  os  exercícios   recomendados   pelo menos   três  veze   por  semana.  Nos  exercícios   incluem  bola de pilates, alongamentos, hidroterapia,   psicomotricidade   que  são  ótimos   e   valem   a   pena.

A fisioterapia  é  indicada porque obtém  resultados    inesperados  e  a criança consegue ter o  desenvolvimento   físico mais   rápido  do que normalmente.

3. Realizar Terapia Ocupacional

A    criança   deve    realizar   a terapia    ocupacional  várias  vezes  por semana,  porque a  realização   de   atividades,    como    escovar   os   dentes  e tentar  comer,   ajuda  a  criança se tornar uma  pessoa   independente,   conseguindo assim realizar  suas tarefas  sozinho.

Para  a  terapia   ocupacional  dar certo,  os pais devem  levar  os  filhos na  escola  normalmente e acompanha-los. A criança   deve   se   interagir  com  as  outras   normalmente,  para ela  não  se sentir  futuramente uma “excluída da sociedade”.

Em casa, os   pais devem   incentivar  a  criança  o máximo possível. Nunca as desampare.  Isso   quero   dizer,   fazendo brincadeiras    na    frente   do    espelho,   para   ela   sentir   que   não   é   diferente   dos    outros   e   participar   de   reuniões   familiares   e   com   amigos   para   ela   ficar   com   a   mente   mais   ativa.

comentários do Facebook

DEIXE SEU E-MAIL PARA RECEBER NOVAS ATUALIZAÇÕES DE NOVAS POSTAGENS

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.