Exercícios para terceira idade fudamental para uma boa saúde

Exercícios

Cansaço,   dores  no  corpo  e  limitações  de  movimentos  são  algumas  das justificativas  dadas  por  quem  já  passou  dos  60  anos  para  não  fazer  exercícios físicos.  Esses  motivos  são  reais,  mas  não  reduzem  a  necessidade  de  se  exercitar  na  terceira  idade.  A  atividade  física  é  imprescindível  em  qualquer época  da  vida,  mas,  para  os  idosos,  é  garantia  de  mais  saúde  e  qualidade  de vida  em  uma  fase  na  qual  o  corpo  apresenta  os  sinais  do  envelhecimento.

Exercícios para terceira idadePara  sair  do  sedentarismo,  o  idoso  deve  consultar  um  médico  para  verificar  as condições  da  sua  saúde.  Também  é  preciso  procurar  um  profissional  de educação   física   para   indicar   os   melhores   exercícios   de  acordo   com  a   capacidade   do   seu   corpo.  É   bom   lembrar que,   para   essa   faixa   etária,   a   atividade   deve   ser   de   intensidade   moderada,   baixo   impacto  e   com   controle  da força.   Realizar   treinos   com    peso   excessivo,   que   provoquem  grande   impacto   e   sejam   intensos   podem   causar sérias   lesões.

Exercícios para terceira idade trazem benefícios para o corpo e a mente

Os   objetivos   dos   treinos   para  idosos   são,   em    geral,    melhorar   a    flexibilidade,   a   coordenação   motora   e   o equilíbrio,   fortalecer   as   partes   muscular   e   óssea,   e   reduzir   o   acúmulo   de   gordura   corporal,   que   aumenta   com   o    envelhecimento.   Outros   benefícios   são   a   melhora   do    metabolismo,   aumento   da   autonomia   e   da   qualidade  de vida   do   indivíduo,   promoção   de   bem   estar   físico   e   psicológico   e   aumento   dos    estímulos   cognitivos.

Ao   incluir   a    atividade   física   no   seu    dia   a   dia,   o    idoso   ainda   previne   o   surgimento   de    doenças   relacionadas à   terceira   idade,    reduz   as    chances   de    problemas    cardiovasculares,     melhora   a   circulação   sanguínea,   controla   a pressão    arterial   e   a   glicemia,   aumenta   a   interação    social   e   a  sua   independência.   Sem   contar   que   os   exercícios ajudam   o   cérebro   ao   estimular   a   memória   e   a   aprendizagem,    diminuem   a   ansiedade   e   evitam   a   depressão.

A   prática   de   exercícios   deve   ser   regular,   em   média   cinco   vezes   por   semana,   e   se   tornar   uma   rotina   agradável.    Entre   as    atividades   mais   indicadas   para   os    idosos   estão   o   alongamento,   pilates,   ioga,   natação, hidroginástica,    caminhada,    ginástica,    esportes    coletivos   de    baixo   impacto,   musculação   orientada,   bicicleta   e dança.    Independentemente   da   atividade   escolhida,   o   importante   é   respeitar   os   limites   de   cada  um.

 Assine  o  nosso  blog  fique informado sobre   novas  postagens

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.