Scroll Top

Alimentos para intestino preso como evitar e como tratar

Alimentos para intestino preso

O intestino preso é um grande problema na vida de muitas pessoas. A última pesquisa feita pela Federação Brasileira de Gastroenterolgia (FBG), aponta que 20%, ou seja, um quinto da população sofre com o problema, sendo que desses, a maioria é mulher.

Alimentos para intestino preso

Manifesta-sAlimentos para intestino presoe na forma de um incômodo, muitas vezes chato e constante, que causa inchaço. O problema pode vir acompanhado de fortes dores, inchaços e os sempre inconvenientes gases. O fato é que isso interfere muito no dia a dia de muitos. 

Se uma pessoa costuma ir ao banheiro defecar menos de três vezes por semana, está com intestino preso.

Além desses problemas que estão diretamente ligados a prisão de ventre, as mulheres ainda se queixam que isso pode afeta-las de maneiras indiretas, causando-lhes problemas emocionais, cansaço, dificuldade em momentos que exigem maior concentração e variadas complicações metabólicas.

Uma enorme quantidade de bactérias, umas boas e outras más, compõem o nosso intestino, e, para que ele funcione bem e normalmente, é preciso que o número de bactérias benéficas seja superior ao número de bactérias maléficas. Mas como fazer com que essas tais seres vivos se multipliquem ou diminuam dentro de você?

Bem, a proliferação dessas bactérias depende da alimentação adotada por alguém. Alguns alimentos, chamados pró-bióticos, são muito ricos em uma fibra difícil de encontrar que gera e multiplica a quantidade de bactérias boas dentro do nosso intestino.

Como evitar

A prisão de ventre está, fundamentalmente, ligada à qualidade, diversidade e equilíbrio dos alimentos que você vem consumindo. Sabe-se, por exemplo, que ingerir muito açúcar prende o intestino.

Outras práticas rotineiras que podem fazer com que o intestino fique preso são faltas de exercícios, tomar remédios laxantes com determinada frequência e antidepressivos.

Portanto, uma pessoa que pratica exercícios regularmente (o recomendado é que exercícios sejam praticados pelo menos três vezes por semana), bebe uma quantidade aconselhável de copos (8 ou no mínimo 2L) d’água por dia e come alimentos ricos em fibras chamadas pró-bióticas não terá esse problema.

Evitar alguns alimentos é a forma mais eficaz de não ter o problema:

  • Alimentos com muito açúcar, como: refrigerantes, chocolates, bolos e diversos doces, entre outros.
  • Alimento muito gordurosos, como: batata frita e outras frituras em geral, pizzas, comida congelada, etc.
  • Alimentos de restaurantes fast-food, como: sanduiches, coxinhas e esfihas.

Outros alimentos prendem o intestino, como carnes processadas, como linguiça, bacon e presunto. Frutas, quando verdes, também podem trazem problemas, como banana e goiaba.

Como tratar

A primeira medida a ser tomada é mudar o estilo de vida, se adequando a uma rotina de exercícios, alimentação e hidratação. Essa prática garantirá o constante tratamento.

Para tratar e ter um resultado em curto prazo, ingerir frutas ricas em fibras que, combinados com água, funcionarão como frutas ‘laxantes’. São elas: mamão, kiwi, abacaxi, figo, amora, abacate, ameixa, entre outras.

Por fim, uma dica importante é estabelecer uma dieta para regular o intestino. Seguir a dieta significará garantir um intestino regulado. Não há por que continuar sofrendo com o intestino preso depois dessas informações.

 Assine  o  nosso  blog  fique informado sobre   novas  postagens

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.